HOME | SOBRE | FAQ | CONTATO | ANUNCIE |

25 DE JULHO: DIA INTERNACIONAL DA MULHER NEGRA LATINO AMERICANA E CARIBENHA

Em 1992, no 1° Encontro de Mulheres Afro-latino-americanas e Afro-caribenhas, o dia 25 de julho foi definido como Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha. No Brasil, em 2014, foi sancionada a Lei n° 12.987/2014, tornando 25 de julho o Dia Nacional de Tereza Benguela e da Mulher Negra.



Do último dia 25 de julho pra cá muita coisa mudou. No último ano eu me descobri negra. Isso pode soar estranho, mas até pouco tempo atrás eu não me via como mulher negra. Eu me encontrava perdida em termos como ''morena'', ''parda''. Eu passei por um processo de enegrecimento, longo, árduo, porém necessário e pelo qual eu me orgulho de ter passado. ''A gente nasce mulata, parda, marrom, roxinha, dentre outras. Tornar-se negra é uma conquista.''

Mulheres lutam todos os dias contra o machismo, negros lutam contra o racismo e uma mulher negra luta contra os dois. Somos minoria na tv e nas universidades, somos maioria em estatísticas de violência doméstica e estupros. Apresentamos menores níveis de escolaridade, estamos no topo da taxa de desemprego e representamos. A carne mais barata do mercado é a da mulher negra!



Assim como o 8 de maio, hoje não é um dia apenas para comemorar as barreiras derrubadas, e sim um lembrete de que estamos aqui e vamos continuar resistindo! Seguiremos lutando, e ocupando as universidades, as grandes empresas, os canais de tv e a mídia digital também. Somos todas Tereza, Odara, Antonieta, Elza, entre outras que foram e são importantes, contribuindo para a emancipação da mulher negra.

Beijos! 
Base feita por Bia Rodrigues | Layout personalizado por Jaqueline Souza .